Escoliose

SOBRE A ESCOLIOSE

A escoliose, ou a curvatura anormal da coluna vertebral, afeta cerca de 3% das pessoas. Casos leves podem não afetar a vida diária. Mas os casos graves podem ser dolorosos e limitar a atividade normal.

DEFINIÇÃO

As curvas em nossa coluna vertebral ajudam a parte superior do corpo a manter alinhamento e equilíbrio adequados. No entanto, quando existem curvas anormais por toda a coluna vertebral, referimo-nos a isso como escoliose.


CAUSAS

Existem muitas causas de escoliose, incluindo deformidades congênitas da coluna (aquelas presentes no nascimento, ou herdadas ou causadas pelo ambiente), problemas genéticos, problemas neuromusculares e desigualdade de comprimento dos membros. Outras causas de escoliose incluem paralisia cerebral, espinha bífida, distrofia muscular, atrofia muscular espinhal e tumores. Mais de 80% dos casos de escoliose, no entanto, não tem nenhuma causa conhecida.


SINTOMAS

Os sintomas para escoliose irão variar em cada indivíduo. No entanto, alguns sintomas podem incluir o seguinte:

  • Ombros em alturas diferentes — uma escápula mais proeminente do que a outra
  • Cabeça não centrada diretamente acima da pélvis
  • Aparência de um quadril proeminente, levantado
  • Costelas com alturas diferentes
  • Cintura irregular
  • Mudanças na aparência ou textura da pele sobre a coluna
  • Inclinação do corpo inteiro para um lado
  • Proeminência da costela quando dobrada

DIAGNÓSTICO

Um médico pode diagnosticar a escoliose com um exame de diagnóstico como uma radiografia, radiografia da coluna vertebral, tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (IRM) da coluna vertebral. A curvatura da coluna vertebral, em seguida, é medida e expressa em termos de graus. Geralmente, uma curva é considerada significativa se for maior que 25 a 30 graus. Curvas superiores a 45 ou 50 graus são consideradas mais graves.

Create a website or blog at WordPress.com

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: