Mochilas pesadas

O peso excessivo das mochilas associado a más posturas e a hábitos de vida pouco saudáveis, estão na base dos problemas de costas mais frequentes na população infantil.

Estudos recentes indicam que a prevalência de lombalgias ou dores lombares, embora mais baixa nas crianças (1-6%), dispara consideravelmente nos adolescentes (18-51%), aproximando-se da prevalência nos adultos. Nos últimos anos, a prevalência de lombalgia na população infantil tem apresentado um aumento significativo, crescendo de 2-11% para 27-51%, dependendo da idade e da população avaliada. Há também estudos que indicam que a prevalência ao longo da vida em indivíduos até aos 20 anos se situa aproximadamente em 70 a 80%.

Sabe-se que as crianças que desenvolvem lombalgia em idade precoce estão mais propensas a sofrer de lombalgia crónica mais tarde. Os especialistas alertam que é muito importante combater o sedentarismo instalado no dia a dia das crianças e jovens.

O excesso de peso contribui também para as dores nas costas, devido ao aumento da carga que a coluna tem que suportar.  Apesar da obesidade infantil mostrar uma tendência decrescente em Portugal, os mais recentes dados do estudo Childhood Obesity Surveillance Initiative (COSI), da Organização Mundial da Saúde, revelam que 32% das crianças (7 anos) do sexo feminino apresentavam excesso de peso (incluindo obesidade), o mesmo acontecendo em 29% das crianças do sexo masculino, dados referentes a 2015-2017. Os hábitos de vida saudáveis devem ser incutidos desde a infância, através da educação para a saúde com o controlo da alimentação e promoção do exercício físico.

As doenças especificas da coluna da criança e do adolescente, como a escoliose idiopática e espondilólise podem afetar até 5 pessoas em cada 100, sendo por isso necessário estar alerta e consultar um especialista se as dores nas costas  se prolongarem no tempo ou forem incapacitantes.

É preciso evitar sobrecarregar a mochila escolar

É o principal “inimigo” das crianças na escola: o peso das mochilas escolares não deve exceder 10% do peso corporal da criança. A mochila deve estar bem adaptada nos ombros e à região lombar e o seu tamanho tem de corresponder à idade da criança.

Saiba mais sobre este tema com os videos que se seguem:

Create a website or blog at WordPress.com

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: